Elis Regina
  

 ELIS FALA DO FILHO JOÃO MARCELO “Vai ver uma Elis Leoa”   

 

 

“Tenho um profundo respeito por meu filho. Ele é meigo, profundamente meigo, alegre, descontraído. Tenho inveja da facilidade que ele tem, para resolver seus problemas, a facilidade com que ele enfrenta a vida, com que sobe e desce escada, o que para idade dele, é uma coisa terrível”.A descontração de João Marcelo é incrível, eu gostaria de ser como ele. Não quero ser super mãe, pois João Marcelo vai viver num tempo em que não viverei, já estarei gasta. Não vou fundir a mufa do meu filho com coisas que eu sei, são velhas, antigas e apodrecidas. Vou deixar que ele descubra a vida sozinho, dando-lhe apenas noção de suas limitações. Mas numa coisa eu sou meio cadela com cria nova, façam qualquer coisa para mim, mas não levantem a voz contra o meu filho.Se alguém se atrever a botar um grilo na cuca de João, pobrezinho!Vai ver uma Elis leoa. O leão pode ser muito bonito, com juba e tudo, mas fica na floresta tomando conta dos filhotes, e quem sai para brigar é leoa. Se eu careta sou fogo, imagine eu leoa.”

Elis Regina (revista Manchete, 1970).



Escrito por Natasha Barreto às 21h33
[] [envie esta mensagem]


 
  

 

“Tive da vida uma porção de coisas boas e também muita luta, mas não me queixo, tudo foi válido, inclusive me ensinou a ficar de pé atrás. Sou bronqueada pela própria natureza. Já nasci tendo que lutar com um cordão umbilical que estava me sufocando. A partir daí, tive muita briga; até para ter meu filho o negócio foi difícil. A maior parte das mulheres brinca de boneca com o primeiro filho, eu não, com apenas 22 dias, ele estava entre a vida e a morte, e eu fui enfermeira, mais ou menos sozinha; eu estava muito sozinha naquela época. Como as coisas não foram muito fáceis para mim, do ponto de vista pessoal, eu não tenho porque não ser agressiva, ou melhor, não sou propriamente agressiva, sim uma pessoa que está sempre na defensiva com todo mundo. No fundo a gente é a conseqüência daquilo que as pessoas e a vida fizeram conosco”.

Elis Regina (revista Manchete, 1970).

 



Escrito por Natasha Barreto às 20h36
[] [envie esta mensagem]


 
  

 “Sou principal e primordialmente uma pessoa que se fez às suas próprias custas, que procurou o máximo possível agir de forma coerente com seus princípios, e que está permanentemente em busca de paz, tranqüilidade  e de felicidade, que, eu acho, mereço afinal. Sempre soube o que eu era, minhas limitações e possibilidade, mas temporariamente fiquei um pouco perdida; evidentemente a culpa não era só minha, mas consegui sair da casca em que estava enfiada e parti para as minhas  coisas, que na realidade, são coisas simples. Gosto de ficar na minha casa, de conversar com as pessoas que eu gosto, de ver filmes, ouvir discos. De brincar com o meu filho, passear com ele, levá-lo à escola, à praça,à praia. Não é difícil, não sou uma pessoa chegada a grandes rebuscamentos de comportamento, eu sou o que sou, da forma mais simples que se possa ser.”

 Elis Regina(revista Manchete, 1970)

 



Escrito por Natasha Barreto às 20h24
[] [envie esta mensagem]


 
  

 



Escrito por Natasha Barreto às 01h06
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Ilha do , Mulher, de 15 a 19 anos, Portuguese, English, Música, Arte e cultura
MSN - natashabarreto@hotma


HISTÓRICO
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 02/05/2004 a 08/05/2004
 04/04/2004 a 10/04/2004
 21/03/2004 a 27/03/2004
 22/02/2004 a 28/02/2004
 08/02/2004 a 14/02/2004
 01/02/2004 a 07/02/2004
 25/01/2004 a 31/01/2004
 18/01/2004 a 24/01/2004



OUTROS SITES
 Fórum da Elis Regina
 Elis "vive"
 Na Mémoria - Elis Regina
 Fotolog
 Blog da Cris Passinato - Muito rico em vídeos
 Blog do Danilo


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!