Elis Regina
  

Eu vi essa montagem no blog Elis_essa mulher me apaixonei..e me permiti..rsrs...colocar aqui..

Lindo, né?



Escrito por Natasha Barreto às 03h01
[] [envie esta mensagem]


 
    Elis e Bôscoli...brigas nunca mais

Ronaldo contou como conheceu Elis

Uma inocente incônfidencia de uma amigo. Falou-se das maravilhas da voz de uma moça, não se sabia bem se Élis ou Elis Regina, que deslumbrava os palcos do principal clube de Curitiba. Coube a mim a desagradavel tarefa de comunicar tal fato a própria Elis. Depois de um diálogo curto e ríspido perguntei aquela baixinha abusada: “Você está pensando que é Barbra Streisand?” Fui fuzilando com uma resposta monossilábica: “Tou”.

Logo Elis viria a fechar com o Beco das Garrafas. Na direção Bôcoli e Mieli



Escrito por Natasha Barreto às 05h11
[] [envie esta mensagem]


 
  

 

Três anos depois, já trabalhando em SP, na Record, Paulinho Machado sugeriu a contratação de Miele e Boscoli para levantar o programa. Os dois se reecontraram em 1967 para “O Novo Fino”. “Um dia perguntei se ela não queria ir comigo ver um show”, começaram a namorar.

 Sabem lá o que é guerrear com uma gaúcha? Pois eu entrei nessa. Acontece que as coisas não aconteceram como eu havia planejado e executado. Veio a gamação. Minha! Comecei a chegar cedo aos encontros extras de trabalho, Comecei a caprichar no físico, a ganhar dentes e a perder barriga. O resto foi o resto...Eu não vou contar . Nada de abrir o jogo.(...)Eu sempre chegava cedo ou tarde demais na vida delas. Com Elis aconteceu a minha hora de chegar na hora. As armas que lutei para chegar até Elis? Creio que foram a calma, a perseverança e o exercício do charme.”

 Procurando casa no Rio, encontraram a da Av. Niemeyer. Ronaldo: “Você quer saber de uma coisa? Se você comprar essa casa eu me caso com você”. Ela disse: “Jura?” Jurei

Casaram-se dia 7 de dezembro de 1967

 Eu acordei de mandato cassado. Os amigos apertando a mão da gente, champanha para o juiz, beijos da sogra, mamãe chorando e ela sussurrando, irônica e vitoriosa: " Um lobo na coleira que não janta nunca mais"(R.B)

A volta (Ronaldo Bôcoli)

Quero ouvir a tua voz

E quero que a canção seja você

E quero em cada vez que espero

Desesperar se não te ver

É triste a solidão

É longe não te achar

Que lindo o teu perdão

Que festa teu voltar

Mas, quero que você me fale

Que voce me cale, caso eu perguntar

Se o que te fez mais lindo ainda

Foi a sua pressa de volta

Levanta e vem correndo

Me abraça e sem sofrer

Me beija longamente

O quanto a solidão precisa pra morrer

 Acho que o casamento foi uma grande modificação na vida dela, até mesmo na carreira. Porque o Ronaldo entrou mesmo na vida dela. No primeiro dia ele foi logo no guarda-roupa, achando que ela era cafona. E ele falava na frente de todo mundo” (Roberto Menescal)

...ela não gostava dos amigos dele, eles brigavam a beça, era cada barraco, cada bate-boca..E a Elis começou a mudar, cortou o cabelo curtinho e parece que encontrou sua própria cara.” (Nelson Motta)

 



Escrito por Natasha Barreto às 04h53
[] [envie esta mensagem]


 
  

 Grávida do seu primeiro filho

O casal, e o filho João Marcelo

Lembra aqueles cachorrinhos de louça que se usava antigamente?Um era preto e o outro branco. Você nunca conseguia fazer com que os dois se acertassem. Eles viravam de um lado para o outro. Elis e Ronaldo eram assim.”(Mieli)

Nossas brigas eram públicas porque nós éramos públicos. Nunca teve briga física em público. Ela me levava a exaustão, era como se me enfiasse uma broca na cabeça até o ponto em que eu teria que dizer: 'Vou te dar um tiro'. Era uma relação perigosamente deliciosa. Voava tudo pelos ares e de repente, estavamos nos agarrando de paixão. Faziamos coisa estranhas e bonitas”(R.B)

A frustração dela era eu, e ela a minha.”(R.B)

Nossa última grande briga, ela foi com o João Marcelo me pegar na Clínica. Eu estava caídaço, estressado, bebendo demais. Estava precisando de uma limpeza física. Ela quis se separar, e aí eu percebi que gostava dela. Não queria me separar de jeito nenhum.

Eu disse: 'Posso mandar mandar minha mulher pegar minha coisas?' Ela: 'Sua mulher, seu filho da puta?' Foi nesse dia que ela jogou meus discos pela janela.(R.B)


 Em 1972 após várias separações e reconciliações Elis e Ronaldo se desquitam (em 11 de maio)

Quando ela se separou de mim começou a cantar com tom de deboche. Quando cantou Me deixa em Paz mandou dizer que era pra mim. E quando cantava Vou deitar e rolar, eu achava que era pra mim.”(R.B)

Acho que o que começou por se desenhar durante o nosso casamento foi uma progressão pelo resto de sua vida curta. Os ditos pelos não ditos. Os ditos e feitos e os ditos efeitos foram uma constante no seu esquema de luta”(R.B)

 Do casamento de poucos anos com o compositor Ronaldo Bôscoli, Elis costumava dizer que só levou de bom o filho João Marcelo e um certo amadurecimento pessoal.

 


Escrito por Natasha Barreto às 04h26
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Ilha do , Mulher, de 15 a 19 anos, Portuguese, English, Música, Arte e cultura
MSN - natashabarreto@hotma


HISTÓRICO
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 02/05/2004 a 08/05/2004
 04/04/2004 a 10/04/2004
 21/03/2004 a 27/03/2004
 22/02/2004 a 28/02/2004
 08/02/2004 a 14/02/2004
 01/02/2004 a 07/02/2004
 25/01/2004 a 31/01/2004
 18/01/2004 a 24/01/2004



OUTROS SITES
 Fórum da Elis Regina
 Elis "vive"
 Na Mémoria - Elis Regina
 Fotolog
 Blog da Cris Passinato - Muito rico em vídeos
 Blog do Danilo


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!